Em nova lista, Renan avalia incluir Terra e Martins em grupo de investigados

O relator da CPI da Pandemia deve divulgar uma segunda relação de investigados nos próximos dias

Senador Renan Calheiros (MDB) durante sessão na CPI da Pandemia
Senador Renan Calheiros (MDB) durante sessão na CPI da Pandemia Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

Gustavo Uribeda CNN

Ouvir notícia

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) avalia incluir o deputado federal Osmar Terra (MDB-RJ) e o assessor para assuntos internacionais da Presidência da República, Filipe Martins, em uma nova lista de investigados da CPI da Pandemia.

Segundo integrantes do G7, grupo de senadores independentes e de oposição da comissão de inquérito, os dois nomes devem fazer parte da segunda relação que o relator pretende divulgar nos próximos dias.

Além deles, o relator também avalia a possibilidade de incluir o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na lista de investigados. A ideia é que o presidente, caso seja transformado em investigado, envie um depoimento por escrito.

Na semana retrasada, o relator divulgou a primeira lista de investigados com 14 nomes, incluindo o empresário Carlos Wizard, que prestará depoimento nesta quarta-feira (30) na CPI da Pandemia.
Segundo relatos feitos à CNN, naquela época, Renan já considerava incluir Terra e Martins, mas ele preferiu aguardar o depoimento de ambos antes de torná-los investigados. Terra depôs na semana passada e, diante da nova investigação sobre contratos da vacina Covaxin, a inquirição de Martins foi adiada, sem a definição de nova data, o que, segundo senadores do G7, deve fazer com que Renan antecipe o processo.

Procurados pela CNN, o Palácio do Planalto, Osmar Terra e Filipe Martins não se manifestaram.

Mais Recentes da CNN