Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    “Esperamos que Moraes apresente fundamentação”, diz Bolsonaro sobre ação contra empresários

    Em live, o presidente afirmou que o Brasil vive uma “escalada contra a liberdade”

    Presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), em Alagoas
    Presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), em Alagoas Alan Santos/PR

    Da CNN

    O presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou a operação da Polícia Federal deflagrada contra empresários bolsonaristas na última terça-feira (23), por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes.

    Em live no Facebook, Bolsonaro afirmou que a fundamentação da decisão que deu origem à ação da PF não está clara. Segundo o presidente, Moraes se baseou em “matérias de jornal”.

    “Temos acompanhado na mídia a questão dessa ação da Polícia Federal, determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, em cima de empresários. Pelo que tudo indica até o momento, baseado em uma matéria de jornal, foi quebrado o sigilo de todos eles. Depois, foi feita a apreensão dos celulares, bloqueio de bens. A gente espera que o ministro Alexandre de Moraes apresente a fundamentação o mais rápido possível”

    Segundo reportagem do portal “Metrópoles”, os oito empresários que foram alvo da operação teriam defendido, em um grupo de WhatsApp, um golpe de estado no Brasil em caso de vitória do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições.

    Durante a transmissão, Bolsonaro afirmou que o Brasil vive uma “escalada contra a liberdade”. O presidente disse que troca mensagens com alguns dos empresários alvos da PF.

    “Até agora, estamos vendo que a escalada contra a liberdade tem se avolumado em cima desses empresários. Desses oito, dois eu conheço muito bem, trocam informações no zap comigo. Realmente eu quero entender o que está acontecendo.”

    Bolsonaro ainda afirmou que o país pode ter “um problema mais grave no Brasil provocado por uma pessoa.”

    Procurado pela CNN, o ministro Alexandre de Moraes não irá comentar a declaração.

    Debate

    As emissoras CNN e SBT, o jornal O Estado de S. Paulo, a revista Veja, o portal Terra e a rádio NovaBrasilFM formaram um pool para realizar o debate entre os candidatos à Presidência da República, que acontecerá no dia 24 de setembro.

    O debate será transmitido ao vivo pela CNN na TV e por nossas plataformas digitais.