Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Estudante é retirado à força de Comissão de Educação do Senado, após protesto

    Tumulto aconteceu durante votação do projeto que reformula o Novo Ensino Médio

    Estudante do curso de geografia da Universidade de Brasília (UnB) foi retirado à força da Comissão de Educação do Senado
    Estudante do curso de geografia da Universidade de Brasília (UnB) foi retirado à força da Comissão de Educação do Senado DCE UnB/Reprodução

    Leonardo Ribbeiroda CNN Brasília

    Um estudante do curso de geografia da Universidade de Brasília (UnB) foi retirado à força da Comissão de Educação do Senado, nesta quarta-feira (19), minutos antes dos senadores aprovarem o projeto de lei que reformula o Novo Ensino Médio.

    Caio Sad, que também é diretor do Diretório Central dos Estudantes (DCE), estava com um cartaz com dizeres contrários à proposta que estava sendo votada. “Por que os estudantes não podem opinar? A gente tá fazendo uma manifestação silenciosa contra o absurdo que é esse projeto”, disse ao ser retirado por policiais legislativos.

    O tumulto seguiu nos corredores do Senado, com outros estudantes gritando palavras de ordem como “Revoga a reforma do ensino médio, já!”

    O presidente da Comissão, senador Flávio Arns (PSB-PR), explicou aos colegas que, oficialmente, não são permitidas manifestações com placas ou cartazes dentro do Senado. No entanto, da parte dele, abriria exceção ao caso ocorrido. “Era um pedaço de papel, não vejo problema. Precisamos rever isso”, afirmou.

    Arns chegou a autorizar o retorno do estudante para o plenário da Comissão. No entanto, ele já havia sido levado para a sala da Polícia Legislativa.

    Pelas redes sociais, o DCE da UnB divulgou o vídeo do momento em que Caio Sad foi retirado do local. “Não aceitamos tal postura não dá pra falar de educação sem a participação dos estudantes!”, diz uma nota divulgada pelo grupo.