Ex-assessor da Saúde sobre Dias e Davati: ‘ele me garantiu que vai ligar’; ouça

Dominghetti procurou o coronel Marcelo Blanco, ex-assessor do Ministério da Saúde, manifestando preocupação com o andamento da negociação

Daniela Limada CNN

Ouvir notícia

Na noite do dia 26 de fevereiro, Luis Paulo Dominghetti, o policial militar de Minas que virou atravessador de vacinas, procurou o coronel Marcelo Blanco, ex-assessor do Ministério da Saúde, manifestando preocupação com o andamento da negociação.

Naquele dia, Dominghetti havia estado com o ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, e havia saído de lá manifestando, também em mensagens a aliados, entusiasmo. 
Por volta das 19h20, Dominguetti envia um áudio ao coronel Blanco –homem que, segundo ele, teria presenciado o pedido de propina de Dias à Davati. “Comandante, tudo bem? Eu preciso que o Dias ligue para o CEO, presidente da Davati. Porque nós vamos tomar bomba. Nós estamos tão perto, nós vamos tomar bomba.”

 

 

O coronel Blanco responde minutos depois, tranquilizando Dominghetti. “Dominghetti, conforme eu estava falando contigo e caiu, a orientação toda foi dada e ele me garantiu que vai ligar, cara. Assim, é aguardar, de fato agora se ele vai executar a ligação, que é como você orientou e falou. É o que está faltando”, diz.

O vendedor Luiz Paulo Dominguetti depõe à CPI da Pandemia nesta quinta-feira (1º
O vendedor Luiz Paulo Dominguetti depõe à CPI da Pandemia nesta quinta-feira (1º)
Foto: Senado Federal (1º.jul.2021)

Mais Recentes da CNN