Fachin se reúne com o YouTube para discutir ações contra desinformação

Presidente do TSE ainda tem encontros marcados com outras plataformas visando às eleições

Presidente do TSE, Edson Fachin
Presidente do TSE, Edson Fachin REUTERS/Adriano Machado

Gabriel Hirabahasida CNN

em Brasília

Ouvir notícia

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, se reuniu nesta segunda-feira (4), com um representante do YouTube, para discutir as ações que a plataforma tem adotado para combater a desinformação.

A reunião foi realizada por videoconferência com o diretor de produto (CPO, em inglês) do YouTube, Neil Mohan. O objetivo foi receber da plataforma atualizações sobre mecanismos de combate à desinformação, bem como discutir a aplicação do acordo já firmado de colaboração para combater notícias falsas no ano eleitoral.

Além da reunião com o YouTube, Fachin também se reunirá nos próximos com representantes de outras gigantes do ramo da tecnologia. Nesta terça-feira (5), o encontro será com representantes do Google. Na próxima terça-feira (12), há previsão de reunião com o presidente global do Facebook, Nick Clegg.

Em todos os casos, as reuniões serão por videoconferência e têm o mesmo objetivo: encarar as ferramentas que as plataformas estão aplicando para combater a desinformação ao redor do mundo.

Nesta segunda-feira, o Twitter anunciou que vai utilizar duas estratégias conhecidas como “pre-bunks” e “debunks” para combater notícias falsas sobre as eleições deste ano.

Os “pre-bunks” são um conjunto de tweets de fontes confiáveis que desmentem uma desinformação que é abordada frequentemente.

Os “debunks” (“desmascarar”, em português) funcionam de forma semelhante, mas surgirão no Twitter à medida que novas desinformações forem postadas durante o período eleitoral.

Mais Recentes da CNN