Família Bolsonaro entra em campo nas eleições no Rio de Janeiro

A ideia, segundo apurou a CNN, é fortalecer o sobrenome presidencial com braços na política e não apoiar diretamente um partido

Leandro Resendeda CNN

Ouvir notícia

A família Bolsonaro planeja aumentar sua influência política no Rio de Janeiro nas eleições deste ano através do apoio a alguns candidatos a prefeito no estado. A ideia, segundo apurou a CNN, é fortalecer o sobrenome presidencial com braços na política e não apoiar diretamente um partido. Aliados do presidente Jair Bolsonaro no Rio de Janeiro afirmam que ele só deve declarar apoio a algumas candidaturas no segundo turno, se o embate for de um eleitor seu contra alguém de esquerda. 

Assim, a tarefa de cacifar o sobrenome presidencial está nas mãos do Zero Um, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos) que escolheu apoiar prefeituras específicas no Rio de Janeiro. Alheio ao desgaste provocado pela investigação das “rachadinhas”, a ideia do senador é consolidar o bolsonarismo no Rio — visando a candidatura do pai à reeleição em 2022. O critério não segue partidos, e sim a proximidade do candidato com a família. Tanto que, mesmo no Republicanos, Flávio apoia candidatos de outros partidos, como o PSD e o DC.

Leia e assista também

‘Não pretendo apoiar prefeito em lugar nenhum’, diz Bolsonaro sobre eleições

Bolsonaro inaugura trecho de obra de abastecimento no sertão de Pernambuco

Cortejado por candidatos em várias cidades, Flávio escolheu municípios como Cabo Frio, São Gonçalo e São João de Meriti para intensificar agendas. Em São João, por exemplo, o indicado é seu amigo pessoal. Na capital fluminense, Luiz Lima (PSL) e Marcelo Crivella (Republicanos), que busca a reeleição, disputam o eleitor bolsonarista e usam a imagem do presidente em seu material de campanha nas redes sociais.

Alheio a isso, Jair Bolsonaro conta com sua ampla base de apoio nas redes sociais para manter o discurso de que está fora da disputa. Nos grupos de apoiadores, circula um vídeo de Bolsonaro dizendo que “não irá apoiar prefeito em nenhum município do Brasil” — a peça foi gravada após candidatos em Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio, afirmar que contava com o apoio expresso do chefe do Executivo.

 

Mais Recentes da CNN