Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    Fatos Primeiro: Bolsonaro erra sobre decisões favoráveis a Lula no TSE

    Em número absolutos, petista teve mais decisões a seu favor, mas acionou o tribunal com maior frequência

    Presidente da República Jair Bolsonaro
    Presidente da República Jair Bolsonaro Alan Santos/PR

    Leonardo RodriguesGabriel HirabahasiGabriela CoelhoBrenda Silvada CNN

    Em São Paulo e em Brasília

    O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou no sábado (15), durante entrevista à imprensa no Ceará, que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) toma decisões em favor de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com muito mais frequência do que em relação a ele.

    O que Bolsonaro disse?

    Veja quantas ações eu ganho no TSE e quantas o Lula ganha. Ele ganha quase 10 vezes mais do que eu. Ele pode me chamar de genocida e eu não posso chamar ele de ladrão

    Jair Bolsonaro, em 15 de outubro

    Ações e resultados divergem

    O TSE concedeu, até sexta-feira (14), 42 decisões favoráveis à campanha de Lula no que diz respeito exclusivamente à publicação de notícias falsas, às quais Bolsonaro faz referência na fala, segundo um levantamento da CNN. Foram seis decisões em favor do presidente no mesmo período.

    O ex-presidente tem sete vezes mais decisões favoráveis do que o candidato à reeleição, mas não é correto afirmar que o tribunal esteja privilegiando um dos concorrentes.

    A campanha de Lula acionou o TSE em 64 oportunidades por causa de supostas notícias falsas no período eleitoral. Já a do atual chefe do Executivo protocolou sete ações, ou seja, nove vezes menos.

    Nas sete oportunidades, Bolsonaro teve 85% das decisões a seu favor. Pelo mesmo cálculo, Lula foi menos favorecido, e foi contemplado em 65% das vezes.

    Debate

    Nesta semana ocorre o debate presidencial de segundo turno promovido pelo pool de veículos de imprensa formado por CNN Brasil, SBT, Estadão/Eldorado, Veja, Terra e NovaBrasilFM.

    O evento está marcado para a sexta-feira (21), às 21h30, e será mediado pelo jornalista Carlos Nascimento. Caso Lula ou Bolsonaro não compareça, o candidato presente será entrevistado pelos jornalistas do pool sobre temas de planos de governo.

    O presidente Jair Bolsonaro (PL) já confirmou presença. Os veículos ainda aguardam resposta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).