Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Flávio Dino assume Ministério da Justiça e destaca direitos das minorias

    Na cerimônia de transmissão de cargo, o novo ministro disse que foi o judiciário brasileiro que garantiu o estado democrático de direito

    DF - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA/FLÁVIO DINO/POSSE/MARIELLE FRANCO - POLÍTICA - O novo ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, toma posse no cargo nesta segunda-feeira (02), em Brasília. Em seu discurso, Dino disse que a Polícia Federal atuará para desvendar o assassinato da vereadora Marielle Franco (Psol) no Rio de Janeiro em 2018. 02/01/2023
    DF - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA/FLÁVIO DINO/POSSE/MARIELLE FRANCO - POLÍTICA - O novo ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, toma posse no cargo nesta segunda-feeira (02), em Brasília. Em seu discurso, Dino disse que a Polícia Federal atuará para desvendar o assassinato da vereadora Marielle Franco (Psol) no Rio de Janeiro em 2018. 02/01/2023 WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO

    Kaio Telesda CNN

    em Brasília

    O ex-governador do Maranhão Flávio Dino (PSB) assumiu oficialmente o Ministério da Justiça e Segurança Pública nesta segunda-feira (2).

    Uma solenidade foi realizada no salão negro do Palácio da Justiça, onde o ministro discursou. O principal foco da fala foi o combate às desigualdades sociais e o controle sobre armas, característica muito forte do governo de Jair Bolsonaro (PL).

    Segundo Dino, a nova composição do ministério vai se dedicar a promover a justiça social, proteção de minorias e combate a toda forma de violência e preconceito. Além disso, o ministro ressaltou o tom pacificador da pasta.

    “Quero acentuar, sobretudo, que esse será o ministério da paz, um ministério da pacificação nacional, da busca da paz verdadeira, que é fruto da Justiça para todos e para todas”, disse o novo ministro.

    O discurso durou cerca de 25 minutos e o controle de armas foi outro ponto fortemente destacado por ele. Segundo Dino, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) já editou um decreto para isso.

    O caso Marielle Franco foi destacado pelo ministro, que afirmou que a Polícia Federal (PF) deve se debruçar mais sobre o caso.

    “A Polícia Federal assim, atuará para que esse crime seja desvendado definitivamente e nós saibamos quem matou Marielle e quem mandou matar Marielle naquele dia no Rio de Janeiro”, afirmou Dino.

    Segundo o ministro, as principais prioridade do ministérios serão: a defesa da democracia, o controle sobre armamento, o combate a crimes ambientais, a harmonia entre poderes e a garantia dos direitos de LGBTs, negros e mais pobres.

    O governador Ibaneis Rocha (MDB), reeleito no DF, estava presente na cerimônia, assim como a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, e o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes.

    *Sob supervisão de Brenda Silva