Fux se incomoda com vinculação do STF ao coronavírus

Presidente do Supremo não quer que a corte seja vista como um ‘ninho’ de Covid-19

Basília Rodriguesda CNN

Ouvir notícia

A associação de casos de Covid-19 na cúpula do Judiciário com a posse do presidente do STF, Luiz Fux, incomodou o ministro. A corte deve se manifestar oficialmente sobre o ocorrido, nesta quinta-feira, como a CNN apurou. O objetivo é não deixar que o tribunal seja visto como um “ninho” da Covid-19 de Brasília.

Fontes do tribunal afirmaram irritadas que a corte não pode ser responsabilizada pelo que os convidados fizeram em suas vidas privadas. Uma fonte, com acesso à presidência do STF, ressaltou à coluna que antes da posse não se sabe a quantos churrascos e festas as pessoas foram. Houve citação nominal ao casamento da filha do ministro do Superior Tribunal de Justiça, João Octavio Noronha e ao encontro de despedida de Dias Toffoli da presidência da corte, que também reuniram seletos convidados.

Leia também:

Quem é Luiz Fux, o novo presidente do Supremo Tribunal Federal

Ministro Luiz Fux toma posse como presidente do STF
Ministro Luiz Fux toma posse como presidente do STF
Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF

Depois da cerimônia de Fux, que ocorreu há uma semana, ao menos cinco pessoas já declararam que estão com coronavírus, entre elas o próprio presidente recém empossado e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Logo o Supremo de onde saíram medidas jurídicas que balizaram os primeiros momentos da pandemia se viu em meio a uma polêmica por Covid-19. No pronunciamento que será feito nesta quinta-feira, mas ainda não se sabe o formato, a corte irá explicar que restringiu o acesso de pessoas e tomou medidas de precauções.

Por meio da assessoria, Fux chegou a negar que tenha exigido que algum convidado fosse obrigado a comparecer presencialmente.

Mais Recentes da CNN