Garcia: O que Bolsonaro vetou na LSN, na verdade, já estava em outra legislação

No quadro Liberdade de Opinião desta quinta-feira (2), o jornalista avaliou as declarações do presidente Jair Bolsonaro e do ministro do STF Luís Roberto Barroso

Da CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro Liberdade de Opinião desta quinta-feira (2), o jornalista Alexandre Garcia avaliou sobre os vetos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em parte do texto que revoga a Lei de Segurança Nacional. Bolsonaro votou a revogação de trechos que tratam do crime de impedir a livre manifestação por violência ou ameaça, além de artigos sobre comunicação enganosa em massa e restrição do exercício de direitos políticos. Agora, cabe ao Congresso analisar os vetos do presidente.

“[Bolsonaro] entra para a história como presidente que revogou a Lei de Segurança Nacional, que é da Ditadura Vargas, de 1935, que depois foi reforçada em 1967 e ganhou ainda mais reforço em 1969, e depois foi atenuada em 1983. E agora, por proposta do Congresso Nacional, ela foi revogada. Mas trocou seis por meia dúzia, porque tirou da Lei de Segurança Nacional e passou o Código Penal. O que ele vetou, na verdade, já estava em outra legislação”, disse o jornalista.

O Liberdade de Opinião tem a participação de Fernando Molica e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Alexandre Garcia no quadro Liberdade de Opinião
Alexandre Garcia no quadro Liberdade de Opinião / CNN Brasil (02.set.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

 

Mais Recentes da CNN