Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Governadores do Rio e de Goiás vão à posse de Milei junto com comitiva bolsonarista

    Eles se juntam a Tarcísio de Freitas (Republicanos), governador de São Paulo, e Jorginho Mello (PL), de Santa Catarina

    Segundo fontes ligadas ao ex-presidente, o objetivo é celebrar a volta do que classificam como uma onda da direita ao poder no continente
    Segundo fontes ligadas ao ex-presidente, o objetivo é celebrar a volta do que classificam como uma onda da direita ao poder no continente Rafael Campos, Getty Images e Hegon Corrêa

    Raquel LandimPedro Venceslauda CNN

    em Brasília

    Os governadores do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), e de Goiás, Ronaldo Caiado (União), confirmaram presença na posse de Javier Milei na Presidência da Argentina.

    Eles se juntam à comitiva bolsonarista que já conta com Tarcísio de Freitas (Republicanos), governador de São Paulo, e Jorginho Mello (PL), de Santa Catarina.

    Caiado confirmou diretamente sua presença à CNN. A ida de Castro foi confirmada pela assessoria de imprensa do governador.

    O ex-presidente Jair Bolsonaro vai à posse de Milei acompanhando de uma comitiva cada vez mais inflada. Além dos governadores, estará com Michelle Bolsonaro, Eduardo Bolsonaro, o presidente do PL, Valdemar Costa Neto, deputados e senadores.

    Segundo fontes ligadas ao ex-presidente, o objetivo é celebrar a volta do que classificam como uma onda da direita ao poder no continente.

    Também é uma oportunidade de aproveitar a vitrine e constranger o presidente Lula. Lula não vai à posse e deve enviar um representante, provavelmente o vice-presidente, Geraldo Alckmin (PSB).

    A posse está marcada para o dia 10 de dezembro. Bolsonaro e sua comitiva chegam na capital no dia 7.

    Veja também – Sem Lula na posse de Milei, Bolsonaro infla comitiva para “celebrar vitória direitista”