Governadores marcam reunião emergencial para debater crise entre Poderes

Encontro, agendado para segunda-feira, foi convocado após o pedido de impeachment contra o ministro Alexandre Moraes

Larissa Rodriguesda CNN

em Brasília

Ouvir notícia

O Fórum Nacional de Governadores confirmou para a próxima segunda-feira (23), às 10h, em Brasília, reunião para debater maneiras de garantir a defesa da democracia e melhorar a relação entre os Poderes Executivo e Judiciário.

A  CNN apurou que o encontro foi convocado de forma emergencial após a escalada da crise entre os Poderes. A reunião acontece após o presidente da República, Jair Bolsonaro, enviar ao Senado Federal um pedido de impeachment contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre Moraes.

No pedido, assinado pelo próprio Bolsonaro, ele argumenta que “alguns” ministros da Corte têm “flertado com escolhas inconstitucionais”. “Não vejo qualquer sinal de autocontenção e, pior, não identifico qualquer mecanismo constitucional que delimite os poderes e eventuais excessos da Suprema Corte”, traz o documento.

Até agora, 25 governadores já confirmaram presença. Para Brasília, devem vir pessoalmente apenas o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, do Piauí, Wellington Dias, e o governador de Rondônia, Marcos Rocha, que serão recebidos pelo anfitrião Ibaneis Rocha. Os demais participarão de maneira remota. Apenas os governadores do Paraná, Ratinho Júnior, e do Tocantins, Mauro Carlesse, não confirmaram presença no encontro até o momento.

Durante a reunião, os governadores pretendem tratar também do aumento recente no preço dos combustíveis.

Palácio do Planalto
Palácio do Planalto / Foto: Cristiano Mascaro/Portal da Copa 2014

Mais Recentes da CNN