Governo de São Paulo anuncia retorno gradativo das aulas a partir de julho

Alunos do ensino fundamental e médio da rede pública de ensino passarão por rodízio, declarou o Secretário de Educação Rossieli Soares

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia
 
Rossieli Soares
Rossieli Soares da Silva, secretário de Educação do Estado de São Paulo
Foto: José Cruz/ Agência Brasil

O secretário da Educação, Rossieli Soares, anunciou que as aulas do ensino fundamental e médio retornarão, de modo gradativo, a partir do mês de julho em todo o estado de São Paulo. O retorno terá autorização do Centro de Contingência do Coronavírus e da Secretaria da Saúde, observando o cenário da pandemia do novo coronavírus. 

“[No início] nós começamos um processo na educação de paralisação gradual. Os pais tiveram uma semana para se organizar. O retorno também será gradual para observamos as boas práticas”.

“Não retornaremos com todos estudantes no mesmo dia, teremos rodízio. Uma parte vai em um dia, e outra parte irá no outro. Até que possamos chegar em um nível de liberação total”, declarou. 

Em relação à educação infantil, Rossieli afirmou que haverá medidas específicas para este público, após o retorno das aulas do ensino fundamental e médio. 

Durante a coletiva, o governo citou alguns países que também estão fazendo o retorno gradual e escalonado das aulas, a exemplo da Alemanha, Dinamarca e França. 

Coronavírus em São Paulo

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, há 16.740 casos confirmados de COVID-19 no Estado de São Paulo, com 1.345 mortes. No Brasil, são 49.492 casos confirmados do novo coronavírus, com 3.313 mortes.

 

Mais Recentes da CNN