Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Governo monitora possíveis manifestações no 7 de Setembro; Ibaneis demonstra preocupação

    Vídeos com convites e avisos estão sendo analisados pelas forças de segurança do DF

    Elijonas Maiada CNN

    Brasília

    A cinco dias do tradicional desfile do 7 de Setembro, as forças de segurança do Distrito Federal estão monitorando possíveis manifestações para a Esplanada dos Ministérios na data comemorativa.

    Oficialmente, nenhuma manifestação está programada, mas a CNN apurou que a cúpula da segurança do DF recebe e analisa há meses diversos materiais que já chegaram na inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do DF.

    Há alguns avisos compartilhados em redes sociais e aplicativos de mensagens monitorados pelo setor específico e compartilhados com a Polícia Militar do DF. A SSP garante que “tudo é analisado”.

    Na semana passada também houve um alerta do ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, que enviou ofício ao governo do Distrito Federal (GDF) sobre convocações para atos de manifestação na data.

    O documento foi direcionado ao governador Ibaneis Rocha (MDB) e ao secretário de Segurança, Sandro Avelar

    Dino compartilhou dez vídeos “que tratam de supostas manifestações articuladas e previstas para ocorrer em 7 de Setembro de 2023”. O documento foi recebido pelo secretário executivo, Alexandre Patury, pois Avelar está de férias.

    Como resposta, a governadora em exercício do DF, Celina Leão (PP), afirmou, na sexta-feira (1º), que a programação para o feriado de 7 de Setembro contará com mais policiais do que a posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

    O governador Ibaneis Rocha está em viagem a Washington (EUA), no evento Lide Brazil Development Forum 2023. O chefe do Executivo local tomou conhecimento da situação e externou preocupação com novas manifestações na Esplanada.

    “Semana que vem vamos ter o 7 de Setembro e há uma preocupação para todos sobre o que vai acontecer, porque o 7 de Setembro passado foi marcado por uma atuação política, não só uma atuação cívica”, disse o governador.

    “Então tem-se muito medo do que pode acontecer nesses eventos, e a gente tem de trabalhar de forma muito preparada com as nossas forças”, completou.

    Em 8 de janeiro, Ibaneis Rocha foi afastado do cargo por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) após os ataques às sedes dos Três Poderes.

    A CNN apurou com fontes do GDF que há uma preocupação maior em cada grande evento marcado para a Esplanada para que “não volte a acontecer” [o afastamento]. O governador deve voltar a Brasília antes da cerimônia.