Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Haddad se reúne com líderes do Congresso na véspera da votação do Perse

    Encontro não estava previsto na agenda do ministro da Fazenda

    Ministro da Fazenda, Fernando Haddad
    Ministro da Fazenda, Fernando Haddad 18/10/2023 REUTERS/Adriano Machado

    Taísa Medeirosda CNN

    Brasília

    O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, está reunido com líderes do Congresso na noite desta segunda-feira (22).

    O encontro, que não constava inicialmente na agenda, foi na sequência de uma agenda de Haddad com o ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, e o ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa.

     

     

    O líder do governo no Congresso, deputado José Guimarães (PT-CE), afirmou que a votação do Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse) ocorrerá amanhã (23), pois já há acordo para o andamento da proposta. A votação será simbólica, quando não há contagem voto a voto.

    “O mais importante para o governo são os R$ 15 bilhões, limite fixado até 2026”, enfatizou Guimarães, ao chegar para a reunião. A sugestão foi dada pela relatora Renata Abreu (Podemos-SP) em seu parecer.

    Número de atividades

    Outro ponto de atenção é o número de Classificação Nacional das Atividades Econômicas (CNAEs). Renata não acatou a redução de 44 para 12 da lista de atividades que podem usufruir da redução de tributos. A sugestão havia sido dada pelo Ministério da Fazenda.

    Apesar disso, Guimarães afirmou que o intuito é que se reduza pelo menos a 20 o número de atividades contempladas.

    Também participam da reunião com o ministro:

    • deputado Isnaldo Bulhões (MDB-AL);
    • deputado Hugo Motta (Republicanos-PB);
    • deputado Doutor Luizinho (PP-RJ);
    • deputado Antonio Brito (PSD-BA);
    • deputado Odair Cunha (PT-MG)
    • deputado Gervasio Maia (PSB-PB).

    Reforma tributária

    Questionado sobre o andamento das propostas de regulamentação da reforma tributária, Guimarães afirmou que o governo pretende manter os mesmos relatores da proposta original: deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-AL) e senador Eduardo Braga (MDB-AM).

    A respeito de possíveis previsões, o intuito é de que o texto elaborado pela Fazenda seja entregue na quarta-feira para o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e na quinta, para o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).