Ibope: Russomanno tem 25% das intenções de voto em SP e Covas, 22%

Diferença entre o primeiro e o segundo lugar diminuiu, e os candidatos Jilmar Tatto (PT) e Arthur do Val (Patriota) aumentaram seus percentuais de intenções

Luana Franzão*,

da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) divulgou nova pesquisa, nesta quinta-feira (15), sobre as intenções de voto dos paulistanos para as eleições municipais de 2020. A análise foi encomendada pela TV Globo e pelo “O Estado de S. Paulo”.

De acordo com a pesquisa, Celso Russomanno, candidato do partido Republicanos, ocupa o primeiro lugar, com 25% das intenções de voto. Em segundo, vem o atual prefeito da capital, Bruno Covas, que concorre pelo PSDB, com 22%. A seguir estão Guilherme Boulos (PSOL), com 10%, e Márcio França, com 7%. 

O candidato do PT, Jilmar Tatto, aparece em quinto lugar, com 4% das intenções de voto. Logo após, está Arthur do Val (Patriota), com 2%.

O restante dos candidatos tem cerca de 1% das intenções cada um, incluindo nomes como Joice Hasselmann (PSL), Andrea Matarazzo (PDS) e Filipe Sabará (Novo). 

Confira a pesquisa completa:

– Celso Russomanno (Republicanos): 25%

– Bruno Covas (PSDB): 22%

– Guilherme Boulos (PSOL): 10%

– Márcio França (PSB): 7%

– Jilmar Tatto (PT): 4%

– Arthur do Val – Mamãe Falei (Patriota): 2%

– Vera Lúcia (PSTU): 1%

– Joice Hasselmann (PSL): 1%

– Levy Fidelix (PRTB): 1%

– Marina Helou (Rede): 1%

– Andrea Matarazzo (PSD): 1%

– Orlando Silva (PCdoB): 1%

– Filipe Sabará (Novo): 1%

– Nenhum/branco/nulo: 17%

– Não sabe/Não respondeu: 7%

Leia também:
O que pode e o que não pode na propaganda eleitoral de 2020?
Quanto um candidato a vereador ganha para fazer campanha no Brasil?

Em relação à pesquisa anterior do mesmo instituto, publicada em 2 de outubro, Covas diminuiu a diferença em relação a Russomanno, de cinco para três pontos percentuais. Entre grupos religiosos, Russomanno, que defende a agenda da presidência, reúne maioria entre os evangélicos. Já Covas, ocupa o primeiro lugar entre os católicos.

Rejeição

A pesquisa também registrou os níveis de rejeição de cada candidato. Celso Russomanno, apesar de ter a maior porcentagem nas intenções de voto, também é o mais rejeitado, com 30% dos participantes da pesquisa afirmando que não votariam no candidato do Republicanos. 

Em segundo lugar, aparece Joice Hasselmann, com 24%, seguida por Bruno Covas, com 23%.

A pesquisa completa apontou os seguintes resultados para a rejeição:

– Celso Russomanno: 30%

– Joice Hasselmann: 24%

– Bruno Covas: 23%

– Levy Fidelix: 21%

– Guilherme Boulos: 18%

– Jilmar Tatto: 16%

– Márcio França: 14%

– Arthur do Val: 13%

– Orlando Silva: 13%

– Filipe Sabará: 12%

– Vera Lúcia: 11%

– Andrea Matarazzo: 10%

– Marina Helou: 9%

– Antônio Carlos Silva: 8%

– Poderia votar em todos: 4%

– Não sabe/não respondeu: 11%

A soma das porcentagens resulta em número maior que 100% pois os participantes da pesquisa podiam escolher mais de um candidato.

O levantamento ocorreu entre os dias 13 e 15 de outubro. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais para mais ou para menos, e o nível de confiabilidade é de 95%. Foram ouvidos 1001 eleitores da capital. O número sob o qual a pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral é SP-01432/2020.

(*Supervisão de Sinara Peixoto)

Mais Recentes da CNN