Integrantes do Novo entram com representação contra Daniela Mercury e Lula no MPE

Fernando Holiday e Lucas Pavanato afirmam que o discurso pró-Lula da cantora em show configura campanha antecipada

Daniela Mercury segura bandeira com rosto do ex-presidente Lula
Daniela Mercury segura bandeira com rosto do ex-presidente Lula Reprodução/TVT

Tiago TortellaVinícius Bernardesda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Os integrantes do partido Novo Fernando Holiday, vereador de São Paulo, e Lucas Pavanato entraram com uma representação no Ministério Público Eleitoral (MPE) contra a cantora Daniela Mercury e o ex-presidente Lula (PT) devido ao discurso em prol do pré-candidato em show no evento de 1° de Maio organizado por centrais sindicais.

Em debate na CNN nesta quinta-feira (5), Holiday afirmou que houve uso indevido de dinheiro público e que a artista “feriu gravemente a legislação eleitoral”.

Segundo o vereador, a ação no MPE pede a abertura de uma investigação sobre campanha antecipada e que Lula e Daniela sejam multados em R$ 100 mil por campanha antecipada – valor correspondente ao show, que será pago pela prefeitura através de emendas parlamentares.

Além disso, os integrantes do partido Novo entraram, na quarta-feira (4), com uma ação popular na 3ª Vara da fazenda pública de São Paulo contra a artista e a prefeitura para que o pagamento pelo show seja suspenso ou, caso já tenha sido efetuado, seja devolvido.

A prefeitura de São Paulo também abriu, através da Controladoria Geral do Município, um procedimento para verificar se houve desacordo com as regras de contratações desse tipo de show, “nas quais é vedada a manifestação político-partidária”.

O Ministério Público de São Paulo informou que uma representação será analisada pela Promotoria do Patrimônio Público e Social da Capital.

A CNN entrou em contato com a assessoria de Daniela Mercury, Luiz Inácio Lula da Silva e da prefeitura de São Paulo, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.

*com informações de Giulia Alecrim, da CNN

Mais Recentes da CNN