Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Janja quer novo layout de móveis no Palácio da Alvorada e equipe tira medidas

    O espaço também está passando por avaliação do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que incluí, por exemplo, o rastreamento anti escutas

    O Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente da República
    O Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente da República Foto: Ichiro Guerra/PR/Divulgação

    Leonardo Ribbeiroda CNN

    em Brasília

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) visitou, nesta quarta-feira (04), o Palácio da Alvorada pela primeira vez depois que foi eleito para o terceiro mandato.

    Ele estava acompanhado da primeira-dama, Rosângela da Silva, a Janja; de assessores e do ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa.

    O objetivo da visita foi verificar as condições da residência oficial, que precisa passar por reforma e troca da mobília antes da mudança.

    O espaço também está passando por avaliação do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que incluí, por exemplo, o rastreamento anti escutas.

    Segundo apurou a CNN, durante a visita ao Alvorada, a equipe de Janja também tirou medidas para propor novo layout de alguns espaços palacianos, sobretudo com o aproveitamento de obras de arte que nos últimos quatro anos ficaram guardadas num depósito da Granja do Torto.

    Antes de ser empossado, Lula já havia visitado a residência de campo da Presidência.

    Na ocasião, chegou-se a ser discutida a possibilidade de uso do local antes mesmo da posse. Mas assessores acharam melhor manter os despachos do presidente num hotel na região central de Brasília.

    Tanto a Granja, quanto o palácio da Alvorada começaram a ser desocupados em dezembro.

    No primeiro caso, o então ministro Paulo Guedes, que ocupava a Granja do Torno, entregou as chaves no dia 16. Já a mudança de Jair Bolsonaro (PL) só foi concluída na última semana do mês, quando o então mandatário viajou para os Estados Unidos, no dia 30.