Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lewandowski arquiva investigação contra Bolsonaro por atos no 7 de Setembro

    Medida aconteceu após pedido da vice-procuradora-geral da República, Lindôra Araujo

    Douglas Portoda CNN

    em São Paulo

    O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski arquivou, nesta sexta-feira (30), um pedido de investigação contra o atual presidente Jair Bolsonaro (PL), pela possível prática de crimes de peculado e prevaricação nos pronunciamentos realizados no 7 de Setembro deste ano em Brasília e no Rio de Janeiro.

    A ação aconteceu após pedido da vice-procuradora-geral da República, Lindôra Araujo. Conforme apontamento do magistrado, o Ministério Público possui a titularidade exclusiva sobre abrir uma ação penal.

    Ainda ressaltou que a solicitação da PGR não admite recurso. E, diante da manifestação de Lindôra, é inevitável o acolhimento do arquivamento, sem dar prejuízo para futuras investigações caso surjam novas provas.

    A notícia-crime foi feita pelo deputado federal Professor Israel Batista (PSB-DF). Segundo o parlamentar, Bolsonaro teria usado a máquina estatal nos comícios para pedir votos na última eleição e atacar o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), seu adversário na ocasião.

    O chefe do Executivo também teria dito que, caso reeleito, levaria para “dentro das quatro linhas da Constituição” todos os que estivessem fora delas.