Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Líder do governo diz que não consultou Planalto sobre nova constituinte

    Ricardo Barros afirma que sugestão de uma nova Constituição foi uma opinião pessoal

    Igor Gadelhada CNN

     

    Após a repercussão negativa perante a cúpula do Congresso Nacional e integrantes do Palácio do Planalto, o líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), afirmou à CNN que sua declaração em defesa de uma nova Constituição no Brasil foi uma opinião pessoal.

    Barros fez questão de ressaltar também que não chegou a consultar o presidente Jair Bolsonaro nem nenhum ministro do Planalto sobre o assunto antes da declaração, dada em um evento da Academia Brasileira de Direito Constitucional (ABDConst).

    Leia também:
    Waack: Ricardo Barros: ‘Temos um sistema ingovernável’
    Renata Agostini: Ricardo Barros: ‘Temos um sistema ingovernável’
    Barros é criticado por parlamentares e juízes após defender nova Constituição

    Ricardo Barros
    Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo na Câmara
    Foto: CNN (03.set.2020) 

    Apesar das críticas, o líder do governo na Câmara se mantém firme na posição. Na noite desta segunda-feira (26), Barros compartilhou nas redes sociais e pelo WhatsApp o link para uma pesquisa de opinião feita por um jornal do Paraná sobre a realização de uma nova constituinte.

    Mais cedo, no evento da ABDConst, Barros afirmou que a Constituição Federal tornou o país “ingovernável”. “Devemos fazer um plebiscito, como fez o Chile. É hora de repensar. Reformar a Constituição, que não está nos dando condições de governar a longo prazo”, disse.