Líderes defendem demissão de Flávia Arruda da articulação política de Bolsonaro

Parlamentares foram informados que acordos para destinação de recursos não serão cumpridos, gerando insatisfação com a ministra

Ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda
Ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda Foto: Marcos Corrêa/PR

Thais Arbex

Ouvir notícia

Líderes do Congresso passaram a defender a demissão da ministra Flávia Arruda da Secretaria de Governo de Jair Bolsonaro. O movimento ganhou força neste último dia de 2021, após parlamentares serem informados que acordos para destinação de recursos não serão cumpridos.

A relação com a ministra, segundo deputados disseram à CNN, já estava desgastada há algum tempo. A falta de interlocução com a base governista passou ser cada vez mais frequente, de acordo com relatos.

“O Republicanos defende a demissão de Flávia da Segov. Se ela seguir no cargo, o governo não contará mais com o partido”, afirmou à CNN o deputado Hugo Motta, líder da sigla na Câmara.

Procurada pela CNN Brasil, a ministra disse que não irá comentar.

Mais Recentes da CNN