Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lira pretende fazer sucessor com 400 votos

    Objetivo é fazer da votação de seu sucessor uma vitória política e demonstração ao Palácio do Planalto de que manterá poder depois de deixar o cargo

    Objetivo é fazer da votação de seu sucessor uma vitória política
    Objetivo é fazer da votação de seu sucessor uma vitória política Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

    Gustavo UribeTainá Falcãoda CNN Brasília

    O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), quer fazer seu sucessor em fevereiro de 2025 com uma votação expressiva.

    Segundo aliados do deputado, Lira trabalha para ter 400 de 513 votos. Para isso, deve atuar pelos apoios tanto do PT e do PL.

    Em 2013, Lira foi reeleito com uma votação histórica de 464 votos.

    O objetivo é fazer da votação de seu sucessor uma vitória política e uma demonstração ao Palácio do Planalto de que  manterá poder mesmo depois de deixar o cargo.

    Assim, dizem líderes partidários, o parlamentar se colocaria como uma espécie de eminência parda para futuras negociações políticas e até mesmo para alianças eleitorais em 2026.

    Lira deve ser candidato ao Senado Federal por Alagoas. E, para isso, avalia o impacto eleitoral de uma eventual parceria com a gestão petista.

    Os aliados do deputado dizem que ele descarta a possibilidade de assumir um cargo ministerial caso seja convidado pelo presidente petista.

    O eleitorado do parlamentar é hoje identificado com a centro-direita. Não é por acaso que o parlamentar, na última semana, teve encontros com Jair Bolsonaro (PL) e Tarcisio de Freitas (Republicanos).