Lisauskas: Eleição de Lira significa que fatura com Centrão tem que ser paga

No quadro Liberdade de Opinião, Rita Lisauskas repercutiu a vitória de Arthur Lira (PP-AL) como o novo presidente da Câmara dos Deputados

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro Liberdade de Opinião desta terça-feira (2), Rita Lisauskas repercutiu a vitória de Arthur Lira (PP-AL) como o novo presidente da Câmara dos Deputados e o que isso representa para o governo do presidente Jair Bolsonaro.

“Além de derrotar Rodrigo Maia, que era um inimigo declarado seu, Bolsonaro garante, em tese, quando elege o seu candidato preferido, alguma segurança contra questões que podem prejudicá-lo pessoalmente, como o impeachment ou CPIs. E teria, também em tese, uma Câmara trabalhando pelas pautas que interessam o governo”, avaliou Rita.

“Eu digo ‘em tese’ porque temos que lembrar que, a partir de agora, a fatura com o Centrão tem que ser paga. Ou seja, precisa haver liberação das emendas que foram prometidas, a nomeação de indicados e até, eventualmente, uma reforma ministerial para pagar essa conta. Os 302 votos pela eleição de Arthur Lira não significam que Jair Bolsonaro terá de antemão 302 votos na câmara para as pautas que ele quer aprovar”, completou a jornalista.

O Liberdade de Opinião tem a participação de Rita Lisauskas e Caio Coppolla. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Rita Lisauskas no quadro Liberdade de Opinião
Rita Lisauskas no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN Brasil (2.fev.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

Mais Recentes da CNN