Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Logo após eleição, Brasil anuncia novo embaixador no México

    Nedilson Jorge, atual cônsul-geral em Montreal, recebeu aval do governo mexicano menos de 24 horas depois da vitória de Claudia Sheinbaum

    Embaixador Nedilson Ricardo Jorge ainda precisará ser sabatinado pelo Senado
    Embaixador Nedilson Ricardo Jorge ainda precisará ser sabatinado pelo Senado 14/04/2016 - Edilson Rodrigues/Agência Senado

    Da CNN Brasília

    Menos de 24 horas depois de anunciada a vitória da governista Claudia Sheinbaum nas eleições presidenciais do México, o Itamaraty indicou nesta segunda-feira (3) um novo nome para assumir a embaixada do Brasil no país.

    Trata-se do diplomata Nedilson Ricardo Jorge, atual cônsul-geral em Montreal (Canadá) e ex-embaixador na África do Sul. Ele ainda precisará ser sabatinado e ter sua indicação aprovada pelo Senado.

    Jorge já foi chefe do Departamento de África do Itamaraty e atuou como ministro-conselheiro na embaixada do Brasil em Buenos Aires (Argentina) no mesmo período em que o chanceler Mauro Vieira, no fim dos anos 2000, chefiou a representação diplomática.

    O diplomata teve o pedido de agrément aprovado pelo governo mexicano. Na rotina da diplomacia, isso significa que o país anfitrião não tem nenhuma objeção ao nome indicado.

    Segundo fontes, o pedido já havia sido enviado pelo governo brasileiro antes das eleições deste domingo (2) e o agrément havia sido recebido, mas o Itamaraty optou por só divulgá-lo hoje.

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse estar “muito feliz” com a vitória de Sheinbaum, a primeira mulher na história a assumir a presidência do México.

    Ele também cumprimentou o esquerdista Andrés Manuel López Obrador, atual mandatário, por ter feito um “governo extraordinário”.

    O petista afirmou, em mensagem no X (antigo Twitter), que pretende visitar o México ainda neste ano para “fortalecer nossas relações comerciais”.

    “Somos as duas maiores economias da América Latina e podemos ter um maior fluxo entre os empresários de ambos os países”, disse Lula.