Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    Lula cita CLT e defende emprego “com mais estabilidade”

    Candidato petista à Presidência afirmou "não querer volta ao passado" ao abordar direitos trabalhistas

    Lucas Schroederda CNN*

    em São Paulo

    O candidato à Presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou em Recife, nesta sexta-feira (14), que pretende “fazer uma discussão profunda com os empresários e com os movimentos sindicais sobre a questão da CLT (Consolidação das Leis de Trabalho) e dos direitos dos trabalhadores”.

    “A gente não quer uma volta ao passado, a gente só quer garantir que os trabalhadores não sejam tratados como escravos. A gente tem que garantir que o cara tenha um emprego com mais estabilidade”, acrescentou o ex-presidente.

    “Esse país já foi a sexta maior economia do mundo em 2008 e 2009. Esse país voltou a ser a 13ª. Esse país gerou 20 milhões de empregos com carteira profissional assinada. Hoje a maioria das pessoas está arrumando emprego em aplicativos, não conhece seu patrão e não tem registro em carteira”, completou.

    Lula esteve em uma agenda ao lado da candidata ao governo de Pernambuco Marília Arraes (Solidariedade), a quem declarou apoio na disputa de segundo turno contra Raquel Lyra (PSDB). Depois da entrevista, os dois seguiram por uma caminhadas pelas ruas da capital pernambucana.