Lula critica meios de comunicação e diz que acusadores “sabem que induziram Brasil a uma mentira”

Petista afirma que decisão de comitê da ONU divulgada na quinta-feira (28) mostrou a “falácia” do processo que respondeu na Lava Jato

Da CNN

Ouvir notícia

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pré-candidato do PT à Presidência, criticou nesta sexta-feira (29) uma “grande parte dos meios de comunicação” do país por terem, segundo ele, “destruído” sua vida ao noticiarem as acusações feitas pela Operação Lava Jato.

A declaração foi dada em entrevista à Rádio Jornal, do Recife. Ele falava sobre a conclusão do Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), divulgada na quinta-feira (28) — e antecipada pela CNN no dia anterior —, segundo a qual o ex-juiz Sergio Moro foi parcial no julgamento dos processos da Lava Jato contra o ex-presidente.

O órgão também considerou que o petista teve os direitos políticos feridos ao ser impedido de participar das eleições de 2018.

 

 

Moro afirma que a conclusão do comitê se baseia em “grande erro” do Supremo Tribunal Federal (STF), que anulou as condenações contra Lula em 2021. Moro diz ainda que Lula “não foi inocentado nem pelo STF e nem segundo o parecer da ONU”.

“O Mensalão do PT existiu. Fato. A roubalheira na Petrobras também, todo mundo sabe”, afirmou o ex-juiz pelas redes sociais.

Na entrevista desta sexta-feira, o ex-presidente disse não ter que “provar mais nada”, ao contrário de quem o acusou.

“A decisão da ONU, ontem [quinta-feira, 28], mostrou a falácia do que foi o processo contra mim. A decisão de não me deixar ser candidato, de me prender, ontem a ONU deu um chute nisso e mostrou a pouca vergonha que foi feito para evitar que o Lula fosse presidente da República em 2018”, disse.

Em outro momento, ele criticou seus “acusadores”, dizendo que eles induziram a imprensa brasileira a acreditar em “mentiras”.

“O que nós queremos é restabelecer a verdade. E estou com muito orgulho aqui porque esperei seis anos em que minha vida foi destruída por uma grande parte dos meios de comunicação deste país. Vocês sabem o que eu sofri. Entretanto estou aqui de cabeça erguida e os meus acusadores, hoje, talvez tenham vergonha de sair na rua. Hoje, talvez não tenham coragem de entrar no bar para tomar cerveja porque sabem que induziram o Brasil a uma mentira”, afirmou.

* Publicado por Estêvão Bertoni, com informações de Brenda Silva, da CNN, em São Paulo

Mais Recentes da CNN