Lula defende ‘regulação’ da mídia digital para tentar evitar ‘mentiras’ nas redes

Petista afirmou que Nações Unidas deveriam coordenar debate internacional para conter crimes na internet

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva 08/12/2021REUTERS/Carla Carniel

Da CNN

Ouvir notícia

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) defendeu nesta terça-feira (5) uma “regulação” das mídias digitais para separar “o joio do trigo” com o objetivo de tentar evitar a disseminação de fake news na internet. A declaração foi dada em entrevista à rádio Lagoa Dourada, de Ponta Grossa, no Paraná.

Lula foi questionado se considerava as redes sociais uma “terra sem lei”. “As pessoas às escondidas fazem coisas que não teriam coragem de fazer pessoalmente. Então a provocação, as ofensas, as falsas denúncias, as fake news são coisas que ganharam espaço muito grande na internet”, afirmou o petista.

Como solução, o ex-presidente defendeu um controle sobre o conteúdo disseminado nas redes.

“É preciso que se tenha uma regulação para separar o joio do trigo, ou seja, não é você tentar evitar que as pessoas sejam verdadeiras, é você tentar evitar fake news, tentar evitar mentiras, tentar evitar mentiras contra a vacina, mentiras contra doenças”, disse.

Segundo ele, o problema acontece no mundo inteiro e não é um debate só nacional. Ele citou o “terrorismo” como uma “coisa muito grave na internet e que ainda não tem regulação e não tem controle”.

“É possível envolver muita gente, inclusive pode ser um debate que pode ser coordenado pelas Nações Unidas para que a gente possa ter uma regulação e que a gente possa dormir tranquilo, sabendo que ninguém está propondo matar alguém da sua família, roubar alguém”, afirmou.

Para o ex-presidente, muitas dessas questões são tratadas na internet “como se fossem liberdade de comunicação”.

A tentativa de regulamentar a mídia já foi defendida em outros momentos por Lula. Em seu segundo mandato como presidente (2007-2010), a Secretaria de Comunicação Social do governo chegou a elaborar um projeto para criar um marco regulatório da comunicação eletrônica ― entre outros pontos, o texto propunha a criação de uma agência reguladora para a comunicação social.

A ideia não chegou a ser enviada ao Congresso e foi engavetada na gestão de Dilma Rousseff.

Eleições 2022

A CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

Publicado por Estêvão Bertoni

Mais Recentes da CNN