Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula diz ter ficado “nervoso” com arroz a R$ 36

    Governo liberou mais 6,7 bi para importar produto e conter alta provocada pelas enchentes no RS

    Rebeca BorgesPatrícia Nadirda CNN

    Brasília

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse neste sábado (25) ter ficado “nervoso” com o preço do arroz nas prateleiras dos supermercados. A declaração foi feita durante a inauguração de obras viárias na rodovia Presidente Dutra, em Guarulhos (SP).

    “Esta semana eu fiquei um pouco agitado porque o preço do arroz, o pacote de 5kg no supermercado estava R$ 36. No outro estava R$ 33”, afirmou o presidente.

    Na sexta-feira (24), o governo editou uma medida provisória destinando R$ 6,7 bilhões para a importação de arroz beneficiado através da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

    Segundo o Planalto, os estoques adquiridos serão destinados à venda direta para mercados de vizinhança, supermercados, atacarejos e outros estabelecimentos comerciais com rede de pontos de venda nas regiões metropolitanas do Rio Grande do Sul.

    O presidente também citou a medida assinada pelo governo na última segunda-feira (20), que zerou a tarifa de importação de arroz para garantir o abastecimento. A mudança nos impostos vale até 31 de dezembro deste ano.

    “Arroz e feijão é uma coisa que nós brasileiros não sabemos e não queremos abrir mão, por isso eles têm que estar no preço que o povo mais humilde e trabalhador possa comprar”, disse o presidente.

    As ações buscam reduzir as consequências das enchentes no Rio Grande do Sul. O estado é o maior produtor do grão no país e é responsável por aproximadamente 70% do plantio no Brasil. As plantações foram comprometidas pelas fortes chuvas que atingem o estado desde o início de maio.