Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula e Juscelino têm primeira agenda após indiciamento; ministro usa redes para exaltar encontro

    Assessores afirmam que presidente vai aproveitar viagem para entender situação; comitiva vai anunciar investimentos no Maranhão

    Ministrou usou as redes sociais para anunciar que ele e Lula farão o “anúncio de obras e ações do governo federal em vários setores”
    Ministrou usou as redes sociais para anunciar que ele e Lula farão o “anúncio de obras e ações do governo federal em vários setores” 15/01/2024 - Ricardo Stuckert/PR

    Pedro Teixeirada CNN Brasília

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) irá se encontrar pela primeira vez com o ministro das Comunicações, Juscelino Filho, depois do pedido de indiciamento contra ele feito pela Polícia Federal (PF). Juscelino vai participar com Lula de um evento nesta sexta-feira (21) no Maranhão.

    O ministrou usou as redes sociais para anunciar que ele e Lula farão o “anúncio de obras e ações do governo federal em vários setores”.

    “Estarei com o presidente Lula em São Luís (MA). Vamos anunciar uma série de obras e ações, em diversas áreas. Os maranhenses contam com atenção especial do nosso governo, e seguiremos trabalhando na construção de um estado e um Brasil melhores para todos”, escreveu Juscelino Filho em seu perfil no Instagram.

    Na última quarta-feira (12), a PF concluiu que o ministro das Comunicações integra uma organização criminosa e cometeu o crime de corrupção passiva relacionado a desvios de recursos de obras de pavimentação custeadas com dinheiro público da estatal Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

    As conclusões foram enviadas ao Supremo Tribunal Federal (STF). O relator é o ministro Flávio Dino, ex-colega de Juscelino no governo.

    Segundo auxiliares de Lula, o presidente deve aproveitar o encontro para ouvir o ministro sobre a situação. Na semana passada, durante uma viagem à Europa, Lula afirmou que Juscelino “tem o direito de provar que é inocente”.

    “Eu acho que o fato de o cara ser indiciado não significa que o cara cometeu um erro. Significa que alguém está acusando e que a acusação foi aceita. Agora, eu preciso que as pessoas provem que são inocentes, e ele tem o direito de provar que é inocente. Eu não conversei com ele ainda, eu vou conversar hoje (13 de junho) e vou tomar uma decisão sobre esse assunto”, disse Lula.

    Agendas no Nordeste

    Lula cumpre uma série de agendas no Nordeste nesta semana. Nessa quinta-feira (20), o presidente participou de compromissos em Fortaleza (CE), onde anunciou investimentos para instituições de educação e fez entregas de unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida.

    O presidente deixa a capital cearense na manhã desta sexta-feira (21) em direção a Teresina (PI), onde participa do programa Caravana Federativa – um evento itinerante do governo federal, que apresenta ações de cidadania e programas do governo aos gestores públicos e parlamentares locais.

    À tarde, segue para São Luís (MA) para participar do evento junto com ministro Juscelino Filho. A previsão é que, no fim do dia, o presidente retorne à Brasília.