Lula encontra Alckmin e prepara grande ato na Argentina

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se encontrou, na última sexta-feira (3), com o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin

Pedro Zanattada CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Na última sexta-feira (3), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se encontrou com o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Segundo informaram aliados, o encontro foi para tratar da possível união entre ambos para as eleições de 2022. As informações são da âncora da CNN Daniela Lima.

Lula fez um novo aceno para Alckmin, que ainda segue sem dar uma confirmação sobre a possível aliança.

Ato na Argentina

Além das articulações para o pleito do ano que vem, o ex-presidente desembarca na Argentina nesta quinta-feira (9) para um ato. Ele deve jantar com o presidente argentino Alberto Fernández e com a vice-presidente Cristina Kirchner.

Nesta sexta-feira (10) deve ocorrer um ato em homenagem ao ex-presidente Lula em praça pública. Ele deve ser homenageado como um ativista que luta contra processos injustos de perseguição política. O evento terá também a presença de centrais sindicais.

Segundo aliados, Lula deve realizar uma espécie de comício para fechar o ano de 2021 em que ele realizou várias viagens no exterior para angariar apoio internacional.

Com as viagens, o objetivo do ex-presidente é contrapor sua imagem no exterior com a do presidente Jair Bolsonaro (PL), colocando o atual chefe do executivo como um pária internacional.

Convite para Alckmin

O presidente do partido Solidariedade, Paulinho da Força, publicou em rede social que fez um contive para Alckmin se filiar ao partido e ser o candidato a vice de Lula no pleito do ano que vem.

Paulinho disse que Alckmin ainda não confirmou se deverá se filiar e concorrer ao lado de Lula. O convite foi feito após o deputado Alexandre Padilha (PT-SP) fazer a sugestão para Paulinho da Força.

Veja os possíveis candidatos a presidente em 2022

Mais Recentes da CNN