Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula quer priorizar gastos sociais e obras públicas em recomposição do orçamento

    Palácio do Planalto aguarda desempenho da arrecadação pública para enviar projeto de lei para recomposição

    Governo avalia enviar até o final do mês, projeto de lei para acalmar ânimos na Câmara
    Governo avalia enviar até o final do mês, projeto de lei para acalmar ânimos na Câmara 05/11/2023REUTERS/Adriano Machado

    Gustavo UribeLarissa Rodriguesda CNN Brasília

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) estipulou como prioridade para a recomposição do orçamento os gastos sociais e as obras públicas.

    A articulação política do Palácio do Planalto discutiu o assunto na semana passada com os ministros Fernando Haddad (Fazenda) e Simone Tebet (Planejamento).

    O governo avalia enviar até o final deste mês um projeto de lei para tentar acalmar os ânimos da Câmara dos Deputados, que reclamaram do veto às emendas de comissão.

    Ao todo, foram vetados R$ 5,6 bilhões, o que gerou insatisfação do presidente da Casa Legislativa, Arthur Lira (PP-AL).

    A equipe econômica tem feito uma avaliação da arrecadação neste início de ano para avaliar o espaço orçamentário.

    Uma das hipóteses é tentar vincular uma recomposição das emendas parlamentares tanto a projetos sociais como a empreendimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

    Lula tem deixado claro nas conversas que uma recomposição das emendas parlamentares de comissão tenha vinculação a projetos do governo federal.

    Uma nova reunião da equipe econômica com a articulação política deve ser promovida na próxima semana.