Lula tem 48% das intenções de voto, e Bolsonaro 21%, diz pesquisa Genial/Quaest

Pesquisa sobre as eleições de 2022 ouviu 2.063 entrevistados entre os dias 3 e 6 de novembro; margem de erro é de 2,2 pontos percentuais

Marina Motomurada CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira (10) mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem 48% das intenções de voto para as eleições presidenciais de 2022, contra 21% do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Neste cenário, eles são seguidos pelo ex-ministro Sergio Moro – que se filiou ao Podemos nesta quinta –, com 8%; pelo ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 6%; pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 2%; e pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), com 1%. Felipe d’Avila (Novo) não pontuou. Os votos brancos e nulos somaram 10%, e 4% dos eleitores se declararam indecisos.

A pesquisa ouviu 2.063 entrevistados entre os dias 3 e 6 de novembro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%.

Segundo cenário

No segundo cenário analisado pela pesquisa, em que sai Doria e entra o governador gaúcho Eduardo Leite como candidato do PSDB, Lula também lidera as intenções de voto do primeiro turno com 47%, seguido por 21% de Bolsonaro. Em seguida, aparecem Sergio Moro (8%); Ciro Gomes (7%); Rodrigo Pacheco (1%) e Eduardo Leite (1%). Felipe d’Avila não pontuou. Os votos brancos e nulos somaram 10%, e 4% dos eleitores se declararam indecisos.

A pesquisa também mostra que o petista lidera as intenções de voto em todas as regiões do país, mas a distância de Lula para Bolsonaro é maior na região Nordeste (47 pontos percentuais) e mais apertada no Centro-Oeste (8 pontos percentuais).

Pesquisa espontânea

No levantamento realizado de forma espontânea, 49% dos entrevistados afirmam estarem indecisos, 6 pontos percentuais a menos do que o índice registrado na última pesquisa, feita em outubro.

Lula aparece com 29% das intenções de voto, 7 pontos percentuais a mais do que alcançado no levantamento anterior. Em seguida, aparece Jair Bolsonaro com 16%, queda de 1 ponto percentual em relação à pesquisa passada.

Brancos, nulos ou eleitores que não pretendem votar, somam 4%, mesmo resultado de outubro; 2% disseram que devem escolher outros candidatos, 1 ponto percentual a mais em relação à pesquisa anterior, e 1% declarou que votaria em Ciro Gomes, mesmo resultado observado em outubro.

Segundo turno

O instituto fez também seis simulações para o segundo turno.

No primeiro cenário, Lula venceria, com 57% das intenções de voto, contra 27% de Bolsonaro. Os votos brancos, nulos ou aqueles que declararam que não vão votar aparecem com 13% e 3% declaram estar indecisos.

No segundo cenário, numa eventual disputa entre Lula e Sergio Moro, Lula aparece na frente, com 57% das intenções de voto, ante 22% de Moro. Os votos brancos, nulos ou aqueles que declararam que não vão votar somam 19% e 3% declaram estar indecisos.

No terceiro cenário, numa eventual disputa entre Lula e Ciro, Lula aparece com 53%, contra 20% de Ciro. Os votos brancos, nulos ou aqueles que declararam que não vão votar aparecem com 24% e 3% declararam estar indecisos.

No quarto cenário, numa eventual disputa entre Lula e Eduardo Leite, Lula tem 57%, ante 14% do tucano. Os votos brancos, nulos ou aqueles que declararam que não vão votar representam 26% e 3% declararam estar indecisos.

No quinto cenário, numa eventual disputa entre Lula e Doria, o petista lidera com 58% das intenções de voto, contra 13% do governador paulista. Os votos brancos, nulos ou aqueles que declararam que não vão votar aparecem com 26% e 5% declararam estar indecisos.

No sexto e último cenário, numa eventual disputa entre Lula e Rodrigo Pacheco, Lula aparece com 59% das intenções de voto contra 12% do senador. Os votos brancos, nulos ou aqueles que declararam que não vão votar surgem com 25% e 4% disseram estar indecisos.

Mais Recentes da CNN