Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula tem alta após internação para retirada de lesão na laringe no domingo (20)

    Presidente eleito foi internado no domingo (20), no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo

    Lucas RochaGiulia Alecrimda CNN

    em São Paulo

    O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi internado, no domingo (20), para a realização de um procedimento de retirada de lesão na laringe, no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

    Lula recebeu alta nesta segunda-feira (21), às 7h45, de acordo com o boletim médico (veja a íntegra abaixo). Segundo o Sírio-Libanês, foi realizada uma laringoscopia para retirada de leucoplasia da prega vocal esquerda e não foram detectados sinais de câncer.

    As informações também foram confirmadas à CNN pela assessoria do presidente eleito. Com o procedimento, Lula adia a ida a Brasília nesta semana, que poderá definir o desenho do grupo técnico da Defesa na equipe de transição.

    Em publicação no Twitter, Lula afirmou que já está em casa e que passa bem. “Bom dia. Já em casa, depois de um pequeno procedimento ontem. Tudo resolvido e bem. Boa semana para todos”, disse o presidente eleito.

    Exames de rotina

    No dia 12 de novembro, Lula passou por uma série de exames de rotina no mesmo hospital, que revelaram a presença de leucoplasia na laringe.

    Leucoplasias são lesões que se manifestam como placas brancas nas superfícies da mucosa oral. À reportagem da CNN, o médico Roberto Kalil Filho esclareceu que, em sua maioria, os casos de leucoplasia são benignos.

    Os demais resultados de exames estão normais e apontaram completa remissão do tumor diagnosticado em 2011.

    Leia o boletim médico na íntegra

    O Presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva deu entrada ontem, no Hospital Sírio-Libanês, para a realização de uma laringoscopia para retirada de leucoplasia da prega vocal esquerda. O procedimento mostrou ausência de neoplasia.

    Ele teve alta hoje, às 7h45, e foi acompanhado pelas equipes médicas coordenadas pelo Prof. Dr. Roberto Kalil Filho, Dr. Artur Katz, Dr. Rubens Brito, Dr. Rui Imamura e Dr. Luiz Paulo Kowalski.