Mandetta estava estressado e não avisou assessores sobre entrevista

Demissão do ministro é esperada para esta semana

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Uma fonte próxima ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, contou à CNN que ele estava “nervoso e estressado” na chegada para a entrevista que deu à TV Globo, na qual fez críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e cobrou fala única sobre as medidas contra o novo coronavírus. Além disso, ele foi para entrevista sem avisar aos assessores.

De acordo com essa fonte, “houve uma tentativa de trégua” entre Mandetta e Bolsonaro durante uma reunião na última quinta-feira (9), mas a conduta do presidente durante a visita a um hospital de campanha em Goiás, no sábado (11), deixou o ministro muito irritado e mudou esse cenário.

O motivo, segundo essa fonte, foi porque Bolsonaro desrespeitou, novamente, as regras de distanciamento social recomendadas pelo Ministério da Saúde, ao tirar a máscara e interagir com apoiadores. Na ocasião, os dois se encontraram com o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM).

Conhecido como tranquilo e de fácil convivência, Mandetta estaria “‘carrancudo’ e falando de uma forma bastante dura” nos últimos 40 dias. 

 

Mais Recentes da CNN