Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ministro faz gesto positivo ao participar de evento com governadores, diz Dino

    Há duas semanas, no dia 14 de julho, Joaquim Leite participou do lançamento do Plano de Recuperação Verde (PRV) da Amazônia

    Elis Franco e Renato Barcellos, da CNN, em São Paulo

    O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), considerou o gesto do novo ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, de participar de um evento ao lado de governadores de todo o Brasil como positivo.

    Há duas semanas, no dia 14 de julho, o Consórcio de Governadores da Amazônia Legal realizou o lançamento do Plano de Recuperação Verde (PRV). A iniciativa — que contou com a participação de Leite — apresentou diretrizes e ações de proteção à Floresta Amazônica e subsistência das comunidades que ali vivem. 

    “Estamos com a expectativa de uma agenda conjunta sobre a COP, em Glasgow, uma vez que precisamos alinhar as posições, uma vez que cabe ao governo federal a representação oficial do Brasil, mas, não há dúvida de que os entes subnacionais têm também a sua voz e a sua relevância”, informou. 

    Na avaliação do chefe do Executivo maranhense, os estados brasileiros têm papel importante de contraste ao governo federal, não de substituição.

    Dino ressaltou, no entanto, que percebeu durante a reunião com John Kerry — enviado presidencial Especial para o clima dos Estados Unidos — que há um “déficit” de credibilidade do governo federal por conta das opções extremistas tomada em um passado recente.

    Nesta sexta-feira (30), o Fórum de Governadores, que representa a maioria dos estados brasileiros, se reuniu com Kerry. Na segunda-feira, porém, o enviado Especial já havia se encontrado com o ministro do Meio Ambiente.

    Para Dino, além de cumprir as metas estabelecidas durante a Cúpula do Clima — realizada em abril –, o Brasil e o resto do mundo precisam estar atentos ao consumismo.

    “O mundo reivindica a certeza de ações concretas para que tenhamos um caminho seguro para que haja a redução de gases de efeito estufa (…) É fundamental que haja a compreensão do mundo inteiro quanto a finitude dos recursos naturais e quanto à inviabilidade do consumismo desvairado”, finalizou.

    O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB-MA), em entrevista à CNN
    O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB-MA), em entrevista à CNN (30.jul.2021)
    Foto: Reprodução / CNN