Ministros do STF demonstraram que estão unidos, avalia cientista político 

Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Gilmar Mendes chamaram a responsabilidade para as instituições em lidar com a tensão política no Brasil

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN, o cientista político e professor do Insper Carlos Melo afirmou que ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) demonstraram estar unidos ao comparecerem em um evento juntos nesta sexta-feira (6). Os membros da Corte presentes eram Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Gilmar Mendes.

“Sabemos que vários ministros já se meteram em escaramuças durante sessões do tribunal, mas ali havia uma unidade e todos pareciam tocar o mesmo instrumento”, disse Melo, que mediou a conversa.

De acordo com o cientista político, todos para as instituições, principalmente para o STF, a responsabilidade de conter a instabilidade política no país. A Corte tem sido alvo de ataques do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido), o que tem gerado diversas reações.

“Não que as outras instituições, como o Congresso Nacional ou a Procuradoria-Geral da República (PGR), fossem descartadas [pelos ministros], mas eles colocaram a suprema corte do Brasil garantindo a rigidez da democracia.” 

Melo também reforçou a função do STF como o principal agente para resolver a situação política do país. “

Há os poderes Executivo e Legislativo, mas na hora de um impasse quem pode ajudar a desenrolar esse processo é a Suprema Corte”, explicou.

Evento do Insper com os ministros do STF
Evento do Insper com os ministros do STF Gilmar Mendes, Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso (06.ago.2021)
Foto: Reprodução

 

Mais Recentes da CNN