Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ministros do STF veem “pirotecnia” em convocação de Bolsonaro para 7 de Setembro

    Entendimento entre ministros é o de que o presidente escolhe o que seria um terreno mais seguro para conseguir reunir um maior número de apoiadores

    Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro na orla da Praia de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, em 7 de setembro do ano passado
    Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro na orla da Praia de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, em 7 de setembro do ano passado Daniel Resende/Enquadrar/Estadão Conteúdo (07/09/2021)

    Thais Arbexda CNN

    Ouvir notícia

    Integrantes do Supremo Tribunal Federal (STF) classificaram a nova sequência de críticas do presidente Jair Bolsonaro (PL) a ministros da Corte como “ato de desespero” e chamaram de “pirotecnia” a tentativa do presidente de transformar, mais uma vez, o Sete de Setembro em ato político contra as instituições, em especial Supremo e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

    A avaliação de ministros feita à CNN é a que, desde o encontro de Bolsonaro com embaixadores e a sequência de reações ao evento, consolidou a percepção de que não há espaço para qualquer ato contra a institucionalidade.

    É majoritária dentro da Corte a percepção de que, diferentemente do que o presidente faz querer crer, as falas contra o Poder Judiciário não encontram mais respaldo na cúpula das Forças Armadas.

    O entendimento entre ministros é o de que o presidente, ao chamar o Sete de Setembro para o Rio de Janeiro, Bolsonaro escolhe o que seria um terreno mais seguro para conseguir reunir um maior número de apoiadores. Os magistrados acreditam que o mandatário deve conseguir, sim, levar às ruas quantidade expressiva de seguidores, mas que o ato não passará de “pirotecnia”.

    O presidente anunciou há alguns dias que haverá um desfile militar na praia de Copacabana, por conta do Sete de Setembro. Tradicionalmente, o evento acontece na avenida Presidente Vargas, onde também fica o Palácio Duque de Caxias e o Quartel-General do Comando Militar do Leste.

    A CNN apurou que o Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas iniciou agora o planejamento para a mudança de local do desfile.Também é corrente entre ministros do Supremo o entendimento de que os manifestos em defesa da democracia, o da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) e o da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), criaram uma espécie de freio aos rompantes de Bolsonaro.

    A expressiva adesão, na avaliação do Supremo, é a de que a sociedade civil está atenta e, mais do que isso, já deixou claro que não admite qualquer movimento contrário às instituições.

    Procurado, o Palácio do Planalto ainda não se manifestou.

    Debate

    As emissoras CNN e SBT, o jornal O Estado de S. Paulo, a revista Veja, o portal Terra e a rádio NovaBrasilFM formaram um pool para realizar o debate entre os candidatos à Presidência da República, que acontecerá no dia 24 de setembro.
    O debate será transmitido ao vivo pela CNN na TV e por nossas plataformas digitais.

    Mais Recentes da CNN