Molica: Escolhido de improviso, Mourão agora é ‘empurrado da laje’ por Bolsonaro

No quadro Liberdade de Opinião, jornalista Fernando Molica repercutiu falas do presidente da República sobre a escolha do vice

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro Liberdade de Opinião desta terça-feira (27), Fernando Molica analisou as falas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre o vice Hamilton Mourão (PRTB). Na avaliação de Bolsonaro, a escolha do vice-presidente foi feita “a toque de caixa” e, às vezes, Mourão atrapalha um pouco.

O analista da CNN Gustavo Uribe falou com o vice-presidente nesta manhã. Ao ser perguntado sobre a fala de Bolsonaro, Mourão respondeu: “sem comentários“.

“Lembrei de um amigo meu, que diz que em churrasco de laje o primeiro a ser empurrado é o cunhado e, muitas vezes, cai com o vergalhão dentro da cabeça. O presidente Jair Bolsonaro usou essa lógica e empurrou o cunhado”, disse Molica.

 

O jornalista lembrou que o vice de Bolsonaro foi escolhido após uma “série de eliminações” de outros candidatos. “Havia a possibilidade do general Heleno ser vice, Janaína Paschoal, que preferiu ser deputada. Foi tudo meio na correria, meio improvisado, isso o presidente está certo.”

“O general Mourão tem personalidade, mostrou isso ao longo do mandato. Várias vezes assumiu posições diferentes daquelas assumidas pelo presidente da República. Ninguém em Brasília apostava que ele fosse ser convidado — nem que fosse empurrado da laje, como o presidente fez ontem”, avaliou.

O Liberdade de Opinião tem a participação de Fernando Molica e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Fernando Molica no quadro Liberdade de Opinião
Fernando Molica no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN Brasil (27.jul.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

Publicado por Evandro Furoni

Mais Recentes da CNN