Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Moraes autoriza depoimentos de Mauro Cid, Sererê Xavante e PMs à Câmara Legislativa do DF

    CLDF tem uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar os atos antidemocráticos de 8 de janeiro, e os pedidos para ouvir o ex-ajudante de ordens e os demais partiram dos deputados distritais

    O então ajudante de ordens de Jair Bolsonaro (PL), o tenente-coronel Mauro Cesar Barbosa Cid, conhecido como coronel Cid, durante coletiva de imprensa no Ministério da Economia.
    O então ajudante de ordens de Jair Bolsonaro (PL), o tenente-coronel Mauro Cesar Barbosa Cid, conhecido como coronel Cid, durante coletiva de imprensa no Ministério da Economia. DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/Código imagem:243002

    Lucas Mendesda CNN

    Em Brasília

    O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou o depoimento do tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), e de oficiais da Polícia Militar do Distrito Federal (PM-DF) à Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF).

    A CLDF tem uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar os atos antidemocráticos de 8 de janeiro. O pedido para ouvir Cid e os demais partiu dos deputados distritais.

    O ministro também autorizou a oitiva do indígena José Acácio Serere Xavante, que motivou protestos com incêndio de veículos em Brasília em dezembro, e de Alan Diego dos Santos, condenado pela Justiça do DF pelo caso da tentativa de atentado a bomba em um caminhão de combustível próximo ao Aeroporto de Brasília, também em dezembro.

    Os oficiais da PM que tiveram o depoimento autorizado são Cláudio Mendes dos Santos, Flávio Silvestre Alencar e Eduardo Naime Barreto.

    Todos os que tiveram a oitiva autorizada por Moraes estão presos. Conforme a decisão, deve haver prévia concordância deles em participar da CPI.

    Havendo consentimento, a condução até a CLDF deverá ser feita com escolta policial, e as datas devem ser previamente agendadas com o local em que estão detidos.

    A lista dos nomes com depoimento autorizado e os locais de custódia são:

    • Alan Diego Dos Santos – Complexo Penitenciário Da Papuda;
    • José Acácio Sererê Xavante – Complexo Penitenciário Da Papuda;
    • Major Cláudio Mendes Dos Santos – 19º Batalhão Da Polícia Militar Do Distrito Federal;
    • Major Flávio Silvestre Alencar – Academia De Polícia Militar De Brasília, No Distrito Federal;
    • Tenente-coronel Mauro César Barbosa Cid – Batalhão De Polícia Do Exército De Brasília/DF;
    • Coronel Jorge Eduardo Naime Barreto – Academia De Polícia Militar, No Distrito Federal.

    Moraes negou os pedidos da CLDF para ouvir Antônio Cláudio Alves Ferreira e George Washington de Oliveira Sousa.

    O primeiro, que derrubou o relógio de Dom João VI no Palácio do Planalto em 8 de janeiro, porque está preso em Uberlândia. O segundo, também condenado pela tentativa de atentado a bomba em Brasília, porque não foi preso por ordem do STF, e sim do Tribunal de Justiça do DF.