Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Muito grave”, diz presidente do Conselho de Ética sobre agressão em plenário

    Colegiado federal ainda não recebeu representação contra deputado federal acusado de dar um tapa na cara de outro parlamentar

    Deputado Washington Quaquá dá tapa em colega na Câmara durante promulgação da reforma tributária
    Deputado Washington Quaquá dá tapa em colega na Câmara durante promulgação da reforma tributária Reprodução CNN

    Gustavo Uribe

    O presidente do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, Leur Lomanto (União-BA), avaliou à CNN como “muito grave” que tenha havido uma agressão no plenário da Casa Legislativa.

    Na quarta-feira (20), durante sessão de promulgação da reforma tributária, os deputados federais Washington Quaquá (PT-RJ) e Messias Donato (Republicanos-BA) trocaram ofensas e empurrões.

    “Ele me agrediu e tomou um tapa na cara. Comigo não fazem o que costumam fazer e nosso pessoal fica quieto. Comigo, bateu levou”, disse o deputado petista.

    À CNN, Messias Donato (Republicanos-BA) afirmou que se sentiu “humilhado” e que atuará para cassar o mandato do petista.

    “Ele saiu da parte do plenário onde fica a esquerda e foi até os conservadores. Se eu tivesse reação teria sido com a mão direita, porque sou destro. Me senti humilhado. Ele deu um tapa na cara das trincheiras que eu defendo”, afirmou.

    Donato disse, ainda, que vai buscar “de A a Z” todas as representações possíveis “dentro e fora da Câmara dos Deputados” contra o deputado petista.

    O presidente do Conselho de Ética informou que ainda não recebeu representação por quebra de decoro parlamentar contra o parlamentar petista.