Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    Na reta final da campanha, Michelle Bolsonaro reforça campanha do marido no Sul

    Primeira-dama também cumprirá agendas ao lado da senadora eleita Damares Alves (Republicanos-DF)

    Primeira-dama, Michelle Bolsonaro durante pronunciamento
    Primeira-dama, Michelle Bolsonaro durante pronunciamento Reprodução YouTube

    Leonardo RibbeiroRudá Moreirada CNN

    Em Brasília

    A primeira-dama Michelle Bolsonaro iniciou nesta segunda-feira (24) uma série de visitas ao Sul do país. As viagens fazem parte da estratégia da campanha à reeleição do marido, Jair Bolsonaro (PL), para conquistar o eleitorado feminino.

    Em Santa Catarina, a mobilização tem o reforço da atual vice-governadora e deputada federal eleita, Daniela Reinehr (PL). A primeira parada da comitiva ocorreu no início da tarde em Florianópolis.

    “Não olhe para o meu marido [Jair Bolsonaro], olhe para mim, que sou uma serva do Senhor. Que dobro os meus joelhos e tenho entendimento do mundo espiritual. Ele é tão falho como eu e você, porque perfeito é só Jesus, e Jesus não agradou a todos”, afirmou a primeira-dama em uma das agendas.

    O grupo segue ainda hoje para Balneário Camboriú e Chapecó, ambas em Santa Catarina. Na terça-feira (25), irão para o Paraná, onde percorrerão a capital, Curitiba, além de Guarapuava e Cascavel. Depois disso, encerram o circuito no Rio Grande do Sul.

    Agenda paralela

    A primeira-dama tem feito uma intensa agenda paralela de campanha pela reeleição de Bolsonaro, depois de gravar um vídeo ao lado do atual presidente para tentar frear a repercussão negativa de uma fala do marido em referência a jovens venezuelanas.

    Na semana passada, Michelle e a senadora eleita Damares Alves (Republicanos-DF) tiveram uma intensa agenda de eventos pelos quatro estados do Sudeste, região com mais eleitores do país e que tem sido o principal foco de Bolsonaro na tentativa de reverter a diferença de votos para o adversário, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Minas Gerais –estado em que o atual presidente perdeu para o petista– foi o mais atendido pela primeira-dama, com visitas na capital e outras quatro cidades do interior.

    Michelle fez eventos em São Paulo, na última quarta-feira (19), e no Rio de Janeiro, na quinta-feira seguinte (20). Já na sexta (21), começou o dia na capital do Espírito Santo, Vitória, e passou por outras três cidades de Minas Gerais: Almenara, Governador Valadares e Ribeirão das Neves. A caravana pelo Sudeste terminou no sábado (22), com eventos em Belo Horizonte e em Ubá (MG).

    Desde o início do mês, Michelle já percorreu praticamente todos os estados do Norte e do Nordeste em eventos semelhantes. Nenhum deles com a presença do marido. No Nordeste, onde Bolsonaro ficou atrás de Lula, a primeira-dama visitou Teresina (PI), São Luís (MA), Fortaleza (CE), Natal (RN), João Pessoa (PB), Recife (PE), Maceió (AL), Aracaju (SE), Feira de Santana (BA) e Vitória da Conquista (BA).

    A caravana, intitulada “Mulheres com Bolsonaro”, é coordenada por Damares. A maioria dos encontros também conta com a apoio de igrejas evangélicas na organização.