Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Não creio que Lula pense como se expressou”, diz Marco Aurélio à CNN sobre fala de votos do STF

    Ministro aposentado acredita que presidente deve notar a importância da publicidade no âmbito judiciário

    Elis FrancoMarina Toledoda CNN

    em São Paulo

    Marco Aurélio Mello, ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou, em entrevista à CNN, que acredita que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não pense como ele se expressou na live semanal, “Converso do Presidente”, de terça-feira (5), sobre voto sigiloso no STF.

    “Não creio que ele pense como ele se expressou. Ele deve notar a importância em si da publicidade também no âmbito judiciário”, disse.

    Para o ministro aposentado, a transparência aproxima o judiciário da sociedade.

    “O que viabiliza o acompanhamento do dia a dia da administração pública é a transmissão que há pelos veículos de comunicação e pela TV Justiça”, afirmou.

    O presidente Lula declarou que “ninguém precisa saber” como votam os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

    “A sociedade não tem que saber como é que vota o ministro da Suprema Corte. O cara tem que votar, ninguém precisa saber, votou a maioria — 5 a 4, 6 a 4, 3 a 2. Não precisa ninguém saber, porque aí cada um que perde fica com raiva, cada um que ganha fica feliz”, disse Lula.

    “Para a gente não criar animosidade, eu acho que era preciso começar a pensar se não é o jeito da gente mudar o que está acontecendo no Brasil, porque do jeito que vai daqui a pouco um ministro da Suprema Corte não pode mais sair na rua, passear com a família, porque tem um cara que não gostou da decisão dele”, acrescentou o petista.

    Veja: Lula: Ninguém precisa saber como ministros do STF votam