Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    No 2º turno, Lula abordou “salário” no horário eleitoral, e Bolsonaro, “Nordeste”; veja termos mais citados

    CNN mapeou palavras mais usadas pelos candidatos do PT e do PL nos 19 dias de propagandas no rádio e na TV no segundo turno

    Os candidatos à Presidência Lula e Bolsonaro
    Os candidatos à Presidência Lula e Bolsonaro Montagem/Ricardo Stuckert/Isac Nóbrega

    Salma Freuada CNN

    Os candidatos à Presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL) tiveram, no segundo turno, 19 dias de propaganda no horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão. As peças foram veiculadas de segunda a sábado, em dois horários no rádio (às 7h e às 12h) e dois na TV (às 13h e às 20h30), de 7 a 28 de outubro.

    O tempo de propaganda foi dividido igualmente entre os candidatos. Tanto Lula quanto Bolsonaro tiveram direito a cinco minutos por bloco.

    Segundo mapeamento da CNN das palavras mais repetidas por Lula na propaganda eleitoral, “salário”, “família”, “povo” e “emprego” foram as mais ditas por ele, assim como “democracia”, “paz” e “fome”. Uma das principais propostas do petista é gerar mais empregos, aumentar o salário mínimo acima da inflação e tirar o país do Mapa da Fome.

    O candidato também usou frequentemente a palavra “arma” para criticar a política de flexibilização da venda de armas do atual governo.

    Nordeste foi a palavra mais citada por Bolsonaro no segundo turno, atrás apenas de Brasil. O presidente tem o termo Auxílio Brasil entre os mais falados, assim como “mulheres” e “brasileira”, assuntos abordados por causa do desempenho do candidato do PL inferior ao de Lula em relação ao eleitorado feminino e nordestino.

    O Senado se destaca nas menções. Bolsonaro reforça nas propagandas a ideia de que a bancada do Congresso eleita em 2 de outubro está mais alinhada ao governo, o que poderia contribuir para que o presidente conseguisse aprovar projetos com maior facilidade em um eventual segundo mandato.

    Com colaboração de André Rosa, Bruna Festa, Gabriela Ghiraldelli, Leonardo Rodrigues, Luana Cataldi e Lucas Iotti