Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Nova proposta para reoneração será recebida como “sugestão”, diz líder do União Brasil no Senado

    Segundo Efraim Filho, acordo com o Planalto foi bem recebido pelas lideranças da Casa

    "Interesse é de que se respeite a decisão de manter até 2027 a desoneração e a partir de então começar a pensar na transição", disse Efraim
    "Interesse é de que se respeite a decisão de manter até 2027 a desoneração e a partir de então começar a pensar na transição", disse Efraim 20/02/2024 - Jefferson Rudy/Agência Senado

    Marina Demorida CNN

    Brasília

    Líderes do Senado disseram, nesta quinta-feira (22), que estão de acordo com a proposta do Planalto de enviar um projeto de lei para substituir a Medida Provisória (MP) que reonerou a folha de pagamento de salários para 17 setores da economia.

    O recuo do governo foi visto como uma “vitória do Congresso”, que já tinha aprovado a manutenção da desoneração, em 2023.

    A MP assinada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva(PT) gerou mal-estar com o Legislativo por contrapor a decisão do Parlamento.

    O líder do União Brasil no senado, Efraim Filho (União-PB), disse que, diferente de uma Medida Provisória, o Projeto de Lei pressupõe análise e votação dos parlamentares e que “o texto que será enviado pelo Planalto será recebido como uma sugestão”.

    “Para nós, o interesse é de que se respeite a decisão de manter até 2027 a desoneração e a partir de então começar a pensar na transição”, disse.

    Tópicos

    Tópicos