Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Nunca vi um mercado tão sensível”, diz Lula

    Após o presidente eleito questionar a necessidade do teto de gastos, o dólar disparou e fechou o dia a R$ 5,40, em uma alta de 4,09%

    Da CNN

    O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), criticou nesta quinta-feira (10) a reação do mercado financeiro a sua fala sobre o teto de gastos. Mais cedo, o petista questionou a necessidade da âncora fiscal e sugeriu que os gastos sociais ficassem de fora do teto de forma permanente.

    Depois da declaração, o dólar disparou e fechou o dia a R$ 5,40, em uma alta de 4,09%. Essa foi a maior valorização diária desde março de 2020.

    Ao deixar o Centro Cultural Banco do Brasil, sede da equipe de transição, Lula foi questionado por jornalistas sobre a fala e afirmou que o mercado está mais “sensível” do que nunca.

    “Eu nunca vi um mercado tão sensível quanto o nosso. É engraçado que esse mercado não ficou nervoso com quatro anos de [Jair] Bolsonaro”, afirmou.

    Ao questionar o teto de gastos na manhã desta quinta (10), Lula disse que a “questão social” deveria ser a prioridade, e não o teto de gastos.

    “Por que as pessoas são levadas a sofrerem por conta de garantir a tal da estabilidade fiscal nesse país? Por que que toda hora as pessoas falam que é preciso cortar gastos? É preciso fazer superávits? É preciso fazer tetos de gasto? Por que as mesmas pessoas que discutem com seriedade o teto de gasto não discutem a questão social do país?”, questionou Lula.

    *Publicado por Renan Porto