Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Operação contra Bolsonaro e ex-ministros é resultado de delação de Mauro Cid

    De acordo com investigadores, "boa parte" das acusações que fundamentaram o cumprimento de prisões, buscas e apreensões tiveram confirmação na colaboração premiada

    Basília Rodriguesda CNN

    Brasília

    A operação da Polícia Federal (PF) que mirou bolsonaristas nesta quinta-feira (8) teve como base a delação de Mauro Cid, segundo fontes da PF.

    Entre os alvos estariam o próprio Bolsonaro, além do presidente nacional do PL, Valdemar Costa Netos, além de ministros e assessores do ex-presidente.

    A CNN apurou que os mandados foram autorizados pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), dentro do inquérito das milícias digitais.

    De acordo com investigadores, “boa parte” das acusações que fundamentarem o cumprimento de prisões, buscas e apreensões tiveram confirmação na colaboração premiada de Mauro Cid.

    Integrantes da PF afirmam que a delação vem produzindo resultados há alguns meses. A nova operação intitulada Tempus Vetitaris, que na tradução literal significa Hora da Verdade, seria o maior resultado obtido até agora.

    “E alguns diziam que a delação era ruim”, disse à CNN uma fonte da Polícia Federal responsável pela operação.

    Delações premiadas são utilizadas como meio de prova, por diversas investigações. O instrumento foi popularizado pela operação Lava Jato.

    A CNN está procurando a defesa dos nomes que são investigados pela operação da Polícia Federal.