Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Oposição reúne assinaturas e protocola pedido de CPI para apurar atos de 8 de janeiro

    Requerimento tem a assinatura de 189 deputados e 33 senadores e pede "a criação de Comissão Parlamentar Mista de Inquérito com a finalidade de investigar os atos de ação e omissão ocorridos no último dia 08 de janeiro nas Sedes dos Três Poderes da República"

    Caio Junqueirada CNN

    A oposição ao governo Lula reuniu as assinaturas necessárias e protocolou agora a noite desta segunda-feira (27) um requerimento de abertura de uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) para apurar os atos golpistas de 8 de janeiro.

    O requerimento tem a assinatura de 189 deputados e 33 senadores e pede “a criação de Comissão Parlamentar Mista de Inquérito com a finalidade de investigar os atos de ação e omissão ocorridos no último dia 08 de janeiro nas Sedes dos Três Poderes da República, em Brasília”.

    O governo é contrário a uma CPI pois há receio de que de alguma forma possa virar um palco para a oposição. Na justificativa do pedido da CPI, o deputado federal André Fernandes (PL-CE), que liderou o recolhimento de assinaturas, diz que “tendo em vista que a prisão de quase 2.000 pessoas foi efetuada um dia após o ocorrido, a instauração desta CPMI se mostra necessária para que não haja injustiça contra aqueles que efetivamente não participaram e não concordaram com os atos de vandalismo”.

    O documento de justificativa diz ainda que “de outro modo, a presente comissão contribuirá para a individualização das condutas e a consequente sanção a elas atribuída”. Também informa que “segundo informações publicadas pelos veículos de imprensa, há notícias que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) alertou sobre os riscos de violência na véspera de ataques em Brasília” e que “Segundo informações, despachos alertando sobre perigo de depredação chegaram a 48 órgãos do governo federal”.