Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Pacheco recebe Mauro Vieira para tratar de indicações de embaixadores a serem votadas no Senado

    Chanceler também acertou detalhes da viagem presidencial à China no fim desta semana, para a qual o parlamentar foi convidado

    Presidente do Senado Rodrigo Pacheco
    Presidente do Senado Rodrigo Pacheco Estadão Conteúdo

    Rudá Moreirada CNN

    em Brasília

    O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), recebeu o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, na tarde desta segunda-feira (20) para tratar sobre indicações de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para chefias de embaixadas do país no exterior.

    De acordo com a Constituição, essas designações devem ser submetidas à apreciação do Senado Federal. Cabe ao presidente da Casa pautar as sabatinas e as votações das indicações.

    A CNN apurou que a conversa ocorreu na Residência Oficial do Senado, durante a visita do chanceler Mauro Vieira para acertar detalhes da viagem presidencial à China, no fim desta semana, para a qual Pacheco foi convidado por Lula.

    Pacheco e Vieira conversaram sobre as indicações para postos de embaixador do Brasil na França, na Argentina, nos Estados Unidos, no Reino Unido e na missão brasileira junto à Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York.

    As quatro indicações para embaixadas em outros países tiveram agrément concedido este ano pelos respectivos governos estrangeiros – ato necessário para que os nomes possam ser submetidos à sabatina da Comissão de Relações Exteriores (CRE) e, em seguida, ao plenário do Senado.

    Para o Reino Unido, o indicado é o embaixador Antonio de Aguiar Patriota, que atualmente chefia a missão brasileira junto ao Egito. Patriota foi Ministro das Relações Exteriores no governo Dilma Rousseff (2011-2013).

    Já para ser embaixadora nos Estados Unidos, o governo indicou Maria Luiza Ribeiro Viotti, que foi Representante Permanente do Brasil junto às Nações Unidas entre 2007 e 2013, e embaixadora em Berlim no fim do governo Dilma (2013-2016).

    A Argentina já concedeu agrément ao embaixador Julio Glinternick Bitelli, que ocupa hoje o cargo no Marrocos.

    O embaixador Ricardo Neiva Tavares é o indicado para representar o Brasil na França. Ele já foi embaixador do Brasil em Viena (2016-2018) e Roma (2013-2016).

    Segundo uma fonte no Itamaraty, as concessões de agrément feitas até o final do ano passado não foram disponibilizadas publicamente porque não era uma prática que vinha sendo adotada no governo passado.

    Em nota enviada pela assessoria do presidente do Senado após questionamento da CNN, Pacheco afirmou: “Recebi o chanceler Mauro Vieira, titular do Ministério das Relações Exteriores, em Brasília, nesta segunda-feira, para tratarmos dos preparativos à viagem à China, na próxima semana, convidado que fui pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva”.

    “Na oportunidade, tratamos também das indicações de autoridades a postos diplomáticos importantes do Brasil no exterior. Entre os postos que o Brasil deve indicar, estão embaixadas na França, Argentina, Estados Unidos, Inglaterra e a missão junto à ONU em Nova York”, complementou.