Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Padilha confirma troca de Daniela Carneiro por Celso Sabino no Ministério do Turismo

    Ministro de Relações Institucionais afirma em nota que Lula esclareceu à atual chefe da pasta que questões partidárias motivam a substituição dela na pasta

    Daniela Carneiro deixará o Ministério do Turismo
    Daniela Carneiro deixará o Ministério do Turismo Divulgação/Ministério do Turismo

    Basília Rodrigues

    Brasília

    Daniela Carneiro não será mais ministra do Turismo. No lugar dela, assumirá o deputado federal Celso Sabino (União-PA). O Palácio do Planalto confirmou a mudança nesta quinta-feira (6).

    Em nota, o ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, informou que ele e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vão se reunir com líderes do União Brasil “para receber a indicação do deputado Celso Sabino, que vai liderar a pasta do Turismo, dando continuidade ao trabalho pela recuperação de um setor tão importante para a geração de emprego e renda no Brasil”.

    Essa é a segunda troca de ministros do governo. A primeira foi no Gabinete de Segurança Institucional (GSI). Na substituição do Turismo, o objetivo é ampliar o apoio na aprovação de projetos de interesse do Planalto. O anúncio ocorre no dia em que o governo tenta votar a reforma tributária.

    Padilha disse que o governo agradeceu a participação de Daniela Carneiro no governo até aqui e esclareceu a necessidade de mudança. “Hoje, o presidente Lula e eu recebemos, no Palácio do Planalto, a minha colega Daniela Carneiro, acompanhada do prefeito Waguinho. Na conversa, pudemos esclarecer as questões partidárias que motivam a troca no Ministério do Turismo, e a ministra demonstrou sua compreensão com a decisão do governo”, ressaltou.

    Em junho, Lula comunicou ao casal Daniela e Waguinho Carneiro, prefeito de Belford Roxo (RJ), que faria a substituição. O presidente acabou estendendo a permanência da ministra por mais algumas semanas para que Daniela tivesse uma saída honrosa do cargo.

    Na semana passada, Daniela publicou vídeo com críticas a “pessoas tóxicas, ingratas e negativas”, sem citar nomes. A ministra, em processo de desfiliação de seu partido, o União Brasil, já não contava com prestígio na bancada.

    A troca no Turismo é pragmática. O governo escolheu o deputado federal Celso Sabino para o cargo de ministro em uma jogada ensaiada com a Câmara dos Deputados para melhorar a articulação política. A indicação de Sabino é da Câmara.

    Celso Sabino tem 44 anos, foi auditor fiscal e, como deputado pelo Pará, está em seu segundo mandato. Já foi filiado a cinco partidos diferentes: PP, PR (atual PL), PSDB, PSL e, atualmente, está no União Brasil.

    Hoje, o União tem 59 deputados. O governo tem tido problemas de articulação com pelo menos 20% dessa bancada, o que complica o resultado das votações.