Para políticos de direita, Bolsonaro cometeu erro grave ao subestimar COVID-19

Bolsonaro cumprimenta apoiadores em ato pró-governo em Brasília
Bolsonaro cumprimenta apoiadores em ato pró-governo em Brasília Foto: Adriano Machado/Reuters

Daniela Limada CNN

Ouvir notícia

Políticos de centro e de centro-direita, inclusive entusiastas do governo Jair Bolsonaro, dizem que o presidente pode ter cometido seu maior erro ao subestimar os efeitos do novo coronavírus no país. 

O afastamento de deputados e governadores que outrora apoiavam o Planalto seriam os sinais mais evidentes. 

Quem está na ponta, lidando diretamente com a ansiedade social, teria, desde já, sentido o cheiro de queimado. 

Para ficar em um exemplo, nesta segunda (16), a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) criticou o presidente de maneira incisiva e disse que ele deveria deixar o cargo. 

Prefeitos e governadores demonstram muita preocupação com o avanço da epidemia, prevendo incapacidade do sistema de saúde de lidar com a demanda de atendimento caso o coronavírus se comporte no Brasil de maneira semelhante ao que houve em países como Itália e China.

O discurso dúbio de Bolsonaro, que ora recomenda isolamento e, depois, adere a atos e trata medidas de combate ao coronavírus como “histerismo”, passa, na avaliação de deputados, prefeitos e governadores ouvidos pela CNN Brasil, a sensação de que o país está à deriva, sem a atenção devida de seu principal líder. 

Até aqui, as pesquisas mostram que Bolsonaro conta com o apoio fiel de cerca de um terço da sociedade. A chegada do novo coronavírus no país pode representar um ponto de virada nesse histórico.

Mais Recentes da CNN